Stand-up

E aqueles amendoins que a aeromoça serve no avião? Qual é a desses amendoins?

E aqueles amendoins que a aeromoça serve no avião? Qualé a desses amendoins?

O Stand-up comedy, que é quando um cara sobe no palco e fica falando merda no microfone por tempo indeterminado, é um negócio que já existe há muito tempo.

Essa forma consagrada de fazer humor surgiu nos vaudevilles e music-halls do século XIX. Nessa época, a grande maioria das piadas tinham um teor étnico, ou seja, era um bando de branquelo protestante falando mal de judeu, preto e irlândes.

O stand-up comedy com uma temática mais cotidiana e/ou social surgiu só com Lenny Bruce, um cara que aparentemente era muito engraçado e falava uns palavrões tenebrosos já na década de 1950 e 1960. Considerando que termos corriqueiros como “piroca” e “cu” eram verdadeiros tabus nessa época, é bem capaz que você veja Lenny Bruce hoje em dia e ache um saco.

Depois dele, outras verdadeiras paudurecências do humor surgiram para dar mais fama ao formato, como Richard Pryor, Dave Chapelle, Bill Cosby, Woody Allen e o gênio maior George Carlin.

Todo mundo faz stand-up comedy hoje em dia. Afinal, a fórmula é simples e exige da produção do espetáculo apenas duas coisas: um ser humano e um microfone.

No Brasil, nomes como Marcelo Adnet e Danilo Gentili começaram com essa onda. Eu, que curto um stand-up comedy, fui ver uns vídeos no youtube desses caras, e achei uma merda.

Você vai me dizer logo de cara: tem que ver ao vivo. Não, não tem, primeiro porque é só um cara falando no microfone e depois que eu também nunca vi o George Carlin ao vivo. Se fode, ponto pra mim.

Os motivos pelos quais o stand-up comedy não funciona no Brasil são elementares. Primeiro, o paradigma do humor tupiniquim, sempre orbigando os humoristas a fazerem a mesma merda, como imitar o Sílvio Santos ou colocar uma peruca feminina e fingir que é mulher. O legado Zorra Total penetra até as veias cômicas mais supostamente alternativas, como aquele CQC que, na boa, às vezes chega a ser menos engraçado do que um quadro do Professor Tibúrcio.

Além disso, outra coisa importante: a língua. O inglês é uma língua meio boçal, mas tem um elemento interessante, que é a síncope. A coisa tem todo um ritmo engraçado já na sua essência, ao contrário do português.

Tem também um lado cultural, os americanos curtem pregar umas coisas e ficar discursando. Um político americano, por exemplo, precisa ser bom na oratória. É pré-requisito e pronto. Barack Obama é um exemplo que todo mundo gosta, mas o que dizer de um pulha como Richard Nixon? O cara falava mó bem! É claro que no Brasil a gente tem bons oradores, como o Lula, mas por outro lado a gente tem o Suplicy e aquele retardado mental do Severino Cavalcanti.

Ou seja, galera, stand-up comedy do Danilo Gentili não. Prefiro mil vezes ser picado por uma revoada de pernilongos raivosos e morrer de choque anafilático. Ver um stand-up comedy desses caras é meio como assistir Aquaria do Sandy & Júnior. Você reconhece o esforço, mas sabe que tem algo de errado ali no meio. Ficção científica no deserto, monólogos cômicos sobre coisas do dia-a-dia, deixa isso com os gringos e vamos nos ater ao que temos de bom como, por exemplo, um dos maiores humoristas vivos da atualidade, o Tiririca, um cara tão engraçado que nem ele consegue ficar sério quando fala. Tiririca é mais que um comediante, é um meta-comediante, um verdadeiro talento naif que a gente ignora de maneira injusta e preconceituosa.

O cara é bom:

Anúncios

2 Responses to Stand-up

  1. Raul Arthuso disse:

    CQC? Quem precisa deles quando tem o Tiririca?

  2. Felipe disse:

    Só faltou citar o Bill Hicks na lista. De resto, perfeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: