Seu amiguinho

Dollynho, eu te odeio!

Dollynho, eu te odeio.

O mascote do Guaraná Dolly é uma das coisas mais tenebrosas já feita na história da humanidade. Dizer que Dollynho é uma criação isenta de senso estético é pouco: não existe o menor traço de nulidade na feiúra que ronda essa criatura digital, dado que podridão, perversão e agonia são conceitos rapidamente evocados ao olhar para esse monstrengo hidrocéfalo.

Dollynho é a imagem perfeita da peste. Tudo nele grita doença: ele é banguela, cabeçudo, molenga, fraco, andrógeno, limítrofe e sofre de um problema grave da tiróide, mal facilmente constatável por esse olho esbugalhado, oh, terrível olho esbugalhado que olha dentro d’alma e arranca o que ela tem de mais puro!

Toda vez que Dollynho diz que é meu amiguinho, com aquela voz débil e asmática, eu fico com um puta calafrio. Não bastasse a idéia aterrorizante de uma garrafa pet com braços e pernas que fala e sorri pra você, ele ainda tenta te atrair com um discurso que lembra as infames gêmeas do Iluminado, paradas num corredor ensanguentado e te chamando para brincar com elas.

A imagem grotesca de Dollynho faz um quadro do Bosch parecer o mais delicado retrato de uma tulipa desabrochando na primavera holandesa. Porque Dollynho, essa criação do Canhoto, é como um vírus que contamina nossa televisão e carcome nosso cérebro, antes tão vivo e disposto, agora infestado de um único porém interminável pesadelo.

Sai pra lá, encosto!

Anúncios

One Response to Seu amiguinho

  1. Alzira disse:

    Nossa!!!Ri muito!!!Muito bom!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: