Música de grátis!

Tá liberado, galera!

Tá liberado, galera!

Alguém aqui já ouviu falar no Rei Canuto?

Claro que não! Afinal, Canuto, que viveu no século XI, comandou durante pouco mais de 5 anos um reino completamente desprezível chamado Dinamarca. Isso mesmo: Dinamarca, Século XI.

Anote no seu caderno.

O Rei Canuto é um caso engraçado na História porque ele tinha de tudo para ser uma pessoa completamente irrelevante, não fosse sua burrice sem precedentes que o tornou protagonista de um causo muito infame.

Certo dia, irritado com o fato de que a maré subia muito e invadia o continente, Canuto resolveu dar um jeito criando uma lei que proibia o oceano de ficar subindo e descendo. Meu, olha a linha de raciocínio desse energúmeno!

Como todo mundo imagina, é claro que a maré continuou se movimentando como sempre, mandando o Rei Canuto e sua lei para a vaca escandinava que o pariu.

Moral da história? Certas coisas não se controlam com leis. Deixe estar, conviva com a maré!

Hoje em dia muita gente dá uma de Canuto: você é menor de idade, te proibo de dar o cuzinho; nada de entorpecentes pro senhor, porque Deus reprova! Deus reprova o que, meu filho, Ele nem existe pra começo de conversa!

No mundo do Entretenimento, uma coisa chamada direitos autorais (um produto dessa nossa mente burguesa e romântica) está sendo violada por forças maiores: a internet e o fato de que ninguém quer pagar 30 contos por um pedaço de prástico que toca música. A pirataria virtual, esse incontrolável fenômeno de nossos tempos, é motivo de polêmicas e muitas discussões entre artistas, fãs, produtores e o caralho que o parta.

Afinal de contas, um artista precisa ganhar seu dinheirinho, certo?

Certo, mas antes de continuar concordando com você, algo que já está revirando meu estômago e ferindo meus princípios, eu quero te contar mais uma história, dessa vez não de um idiota como o Rei Canuto, mas de um gênio chamado Hermeto Pascoal.

Hermeto Pascoal, como todo mundo sabe, é um cara brilhante, mas também é uma pessoa completamente alheia ao mundo prático. O cara é tão desorganizado que, há uns meses atrás, descobriu que o registro de suas músicas estavam todos bagunçados e que ele nunca tinha ganhado um tostão por alguém que tivesse usufruido de seus direitos autorais.

O engraçado é que, obviamente, isso não fez de Hermeto Pascoal um homem pobre e miserável. Fez dele um homem menos rico, talvez, mas de qualquer forma ele seguiu sua vida, sendo contratado pra shows e ganhando sua graninha em festivais, concertos, temporadas. Deve ter sido uma quantia até que razoável, mas eu não sei porque não sou amigo do cara, infelizmente.

Depois de constatado o fato de que ele deixou de ganhar bastante dinheiro com sua displicência, Hermeto não foi correndo atrás de um advogado para reaver suas parcelas, mas resolveu liberar todas as suas músicas de graça na internet pra quem quiser baixar. Afinal, tá na merda, abre os dedos!

Não bastasse isso, ele ainda declarou suas intenções nessa carta fofa e singela que eu coloco aqui no blog para vocês que acham razoável o conceito de alguém ser dono de uma “idéia”. Divirtam-se:

Anúncios

3 Responses to Música de grátis!

  1. Nina disse:

    Hm. Então a internet é como a maré invadindo a Dinamarca?
    Gostei.

  2. Raul Arthuso disse:

    Segundo o Fred 04 (informem-se), a internet vai acabar com os meios de produção de música.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: