We are the world e outras pequenas jointventures

Tente achar nessa foto uma pessoa que não deveria estar aí. Dica: ela se chama Vince Vaughn

A gravação de um novo We Are The World em homenagem às vítimas do Haiti é um grande momento para quem gosta tanto de música como de Onde Está o Wally.

Organizada novamente por Quincy Jones e Lionel Ritchie (dessa vez sem a companhia de Michael Jackson que, pra quem não sabe, morreu), o single conta com a participação de ícones da música como Barbra Streisand e revelações comerciais da última década como Jonas Brothers.

O vídeo original, gravado em 1985, é divertido para quem gosta de fazer como Rubens Ewald Filho nas vídeos-montagens in memorian do Oscar, ou seja, apontar dedos e lembrar nomes de pessoas inúteis e completamente esquecidas no mundo das artes e do entretenimento como Kenny Loggins e a ridícula da Latoya Jackson.

Ele também serve para você comparar vozes consagradas como Cindy Lauper, Stevie Wonder e Diana Ross. Bob Dylan e Bruce Springsteen são certamente as grandes frustrações dessa histórica gravação.

De qualquer forma, enquanto nos preparamos para o We are the world 2010, vamos fazer um catadão de vídeos na internet de duetos titânicos e, por que não, improváveis do universo musical?

Louis Armstrong e Dizzy Gillespie – Umbrella Man

Louis Armstrong chamava o bebop de “música chinesa incompreensível” e odiava tudo o que vinha dela. Apesar disso, ele parece bem à vontade ao lado de Dizzy Gillespie nessa tentativa de transformar o gênero cabeça num fênomeno mainstream. Uma mistura de foda e fofo e antológico.

Stevie Wonder e Gilberto Gil – Desafinado

Gosto do jeito que ele não tenta cantar em português

Ao contrário dessa vaca.

Groucho Marx e Frank Sinatra – It’s Only Money

Adoro esse cromaqui toscão.

Bing Crosby e David Bowie – Little Drummer Boy

WHAT?

Cher e Tina Turner – Proud Mary

Você tem que admitir que é meio animal.

Anúncios

2 Responses to We are the world e outras pequenas jointventures

  1. Fernanda disse:

    Eu curto a versão Tina Turner + Beyoncé

  2. JC disse:

    Bruce Springsteen, dono do vozeirão rouco roqueiro indefectível mais foda ever, foi “certamente uma grande frustração”? Ah, fala sério.

    Apesar da opinião divergente, aproveito o ensejo pra tornar público que adoro o Só Casando e que visito o blogue com frequência. Continuem o bom trabalho, abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: