Michael Cera

30/11/2009

Quer ser meu amigo?

Cara, você é demais!

Sério.

Um permanente elogio à fragilidade, à falibilidade e à hesitação, sempre com um pé dentro e outro fora das conversas, entre educado e temeroso de sua própria inadequação.

Você é um humanista.

Alguém que, apenas sendo quem é, fala para todos nós, e, sobretudo, de todos nós.

É você mesmo, cara!

Quando você transou com aquela sua colega e ela engravidou, você temeu, como qualquer um de nós temeria, mas foi firme o bastante pra segurar a barra e ficar do lado dela pro que desse e viesse. Quem é que seguraria as pontas como você segurou?  Tá lembrado? Continue lendo »


Os filmes mais engraçados da história

19/11/2009

Inspirado pelo post sincero e emocionado do Vini, me perguntei sobre o que é realmente engraçado e bolei essa lista dos 10 melhores filmes de comédia da história do cinema.

Isso, claro, segundo eu mesmo.

Aí vai: Continue lendo »


Alec Baldwin e Steve Martin no Oscar

05/11/2009

Uma rapidinha: Alec Baldwin e Steve Martin irão apresentar juntos a próxima cerimônia de entrega do Oscar. Gozei. Continue lendo »


CRÍTICA: Up – Altas Aventuras

13/10/2009

Up 1

Já faz algum tempo que a Pixar assumiu a vanguarda dos filmes de animação americanos, não apenas por causa do impacto que Toy Story causou no gênero. A produtora, sob a batuta de John Lasseter, buscou sempre aliar a qualidade técnica com boas histórias. Com o tempo, a Pixar buscou desafios gráficos interessantes, como os pêlos em Monstros S. A., o mundo marinho em Procurando Nemo, superfícies metálicas em Carros e Wall-e. É, contudo, nos roteiros que a Pixar conquistaram a larga vantagem que suas produções tem hoje sobre a Fox de Era do Gelo e a Dreamworks e seu Shrek.

As histórias da Pixar buscam sair da pura infantilização, os roteiristas e diretores arriscam-se por terreno mais adultos, ou melhor seria dizer, maduros. Excetuando-se o comum Carros, suas últimas produções exploraram temas mais complexos na maioria das vezes de maneira fora do comum para filmes de animação. É o caso evidente de Wall-e e seus quase quarenta minutos com apenas um personagem em cena e suas várias camadas dramatúrgicas para abordar problemas como a destruição ambiental do planeta, o poder das megaempresas e a alienação do ser humano. Continue lendo »


24 Horas

23/09/2009
Isso é de fato uma série que se preze?

Isso é de fato uma série que se preze?

Acabei de assistir a primeira temporada de uma das mais badaladas séries da TV americana dos últimos tempos: 24 Horas (hoje já terminando seu sétimo ano). O susposto diferencial dela é que são 24 episódios de uma hora cada que contam a história de um dia na vida do agente federal Jack Bauer. Nesta temporada, Bauer tenta evitar o assassinato do senador David Palmer, candidato à presidência da República. E o que tem de especial nisso tudo para que a série se tornasse um fenômeno? Nada. Absolutamente nada. Continue lendo »


Homenagem a Patrick Swayze

15/09/2009

Patrick Swayze morreu nesta segunda-feira.

Não há hora melhor para lhe prestar uma homenagem.

Swayze foi uma figura marcante? Não. Foi polêmico? Nenhum um pouco. Fez algo que mudou a história de alguma coisa? Não podemos dizer que sim. Foi um grande ator? Nada mais longe da verdade. Continue lendo »


Com Quem Será? Com Quem Será???

10/09/2009

Suza

Oh, galera, hoje é niver de um camarada que faz coisas mó polêmicas e descoladas.

É claro que eu tô falando do Guy Ritchie, o ex-marido da Madonna!

Mas também é niver do nosso amigão Suza um cara cheio de coisa pra falar, engraçadão e até que meio simpático, né não?

Conheci o cara no colégio num campeonato de quem comia mais cachorro quente numa sentada só (o cara era mó gordinho) e hoje ele tá até de barba. Pensa que é homem né Suza?

Pois é, galera, hoje o rapaz num pode é vacilar, que hoje ele entra na idade do perigo: 23+1. Será que ele vai sair inteiro dessa?

Pessoas, aproveita o dia de hoje pra ler o que o cara escreve, que é federal!

Abraço federalzão pro Suza!


A Dança da Bundinha Peladinha

07/09/2009
Uma bunda com olhos, como eu nunca pensei nisso antes!

Uma bunda com olhos, como eu nunca pensei nisso antes!

Outro dia eu vi Bruno. É uma obra-prima? Não.

Por outro lado, devo dizer que existe alguma coisa muito errada se você sair do cinema sem dar uma risada. Pode ser que você tenha um senso de humor debilitado, ou você seja aquilo que nós costumamos chamar de “cu pregado”. De qualquer forma, vai se tratar!

Muita gente reclama do filme, dizendo que é muito chulo, ofensivo, pouco inteligente e nada sofisticado.

Primeiro: o que tem de engraçado em algo inteligente e sofisticado? Você acha o Isaac Newton engraçado? Nem eu.

Uma piada chula e ofensiva não necessariamente deixou de passar por um processo inteligente e sofisticado de elaboração. Não rir de Bruno é um grande problema de leitura: a dificuldade de discernir figura e fundo.

Um exemplo: no filme, tem uma cena em que Bruno mostra o seu piloto de televisão para um bando de produtores de um canal americano. No meio do programa ele coloca, entre outras coisas, um close de uma piroca. E a piroca fala. Ela abre a boquinha (uretra) e diz “Bruno”. Continue lendo »


Stand-up

02/09/2009
E aqueles amendoins que a aeromoça serve no avião? Qual é a desses amendoins?

E aqueles amendoins que a aeromoça serve no avião? Qualé a desses amendoins?

O Stand-up comedy, que é quando um cara sobe no palco e fica falando merda no microfone por tempo indeterminado, é um negócio que já existe há muito tempo.

Essa forma consagrada de fazer humor surgiu nos vaudevilles e music-halls do século XIX. Nessa época, a grande maioria das piadas tinham um teor étnico, ou seja, era um bando de branquelo protestante falando mal de judeu, preto e irlândes.

O stand-up comedy com uma temática mais cotidiana e/ou social surgiu só com Lenny Bruce, um cara que aparentemente era muito engraçado e falava uns palavrões tenebrosos já na década de 1950 e 1960. Considerando que termos corriqueiros como “piroca” e “cu” eram verdadeiros tabus nessa época, é bem capaz que você veja Lenny Bruce hoje em dia e ache um saco. Continue lendo »