Kaká: Totem ou Tabu?

24/05/2010

Discussões levianas e acaloradas = diversão!

Nesse mundão poucos assuntos são unânimes, e alguns outros são grandes polarizadores de opiniões.

Por exemplo, nóis todos do Só Casando odiamos Fanta Uva. Isso é unânime. Por outro lado, quando o assunto é Fanta Laranja, tem gente que ama de paixão (Suza) e outros que odeiam com todas as suas forças (Nina, Raul, e todos o resto).

Pra isso abrimos nosso post quinzenal “Totem ou Tabu?”, que vai ser um verdadeiro ringue de Titãs! A cada 15 dias nós iremos escolher um tema polêmico o bastante para causar discussões levianas e infindáveis entre nós e os leitores. É pra rasgar o verbo e fazer o mano envergar.

E o tema de hoje é ninguém menos que Kaká: ídolo do futebol ou evangélico de merda?

Tá aberta a temporada de caça.

Abraço Federal!

Continue lendo »

Anúncios

Brasil Rumo ao Hexa?!

11/05/2010

"Eu também armo as minhas surpresas, tchê!"

Hoje o técnico Dunga convocou os 23 jogadores que irão disputar a Copa do Mundo vestindo a camisa amarelinha.

E quem disse que Dunga não pode ser surpreendente? Talvez não tenha sido a surpresa que todos esperavam, afinal 22 dos convocados eram (ou foram em algum momento) figurinhas tarimbadas na seleção. A única surpresa foi a convocação de Grafite no lugar de Adriano. Pois bem, eis a lista: Continue lendo »


Maradona: Fica a Dica!

10/10/2009

Diego Maradona

Maradona pode ir de herói a vilão na próxima quarta-feira. O maior ídolo do futebol argentino está no comando da seleção de seu país com a corda no pescoço nas eliminatórias para a Copa do Mundo da África do Sul. A culpa não é inteiramente de Maradona, mas ele não pode se esquivar do problema.

A primeira coisa que se deve levar em conta é que Maradona não é técnico. Dunga também não era, mas deu certo porque fez e faz o básico com racionalidade. Não mudou o estilo do time nem quando as críticas eram mais ferrenhas. Com isso, manteve um trabalho que ainda longe do ideal, mas eficiente, vencedor.

Maradona não sabe o que faz. Só para comparar, em 48 jogos como técnico, Dunga convocou 81 jogadores. Já o técnico argentino, em 11 jogos, convocou 78 nomes diferentes. Não há padrão de tático, o time não tem um “cardápio” de jogadas ensaiadas e parece cada vez menos capaz de sair do buraco que se meteu, pois Maradona não consegue melhorar jogo a jogo. O número de renovações de convocados pode explicar parte do problema. Continue lendo »


Brasil x Argentina

05/09/2009

Hoje tem Brasil x Argentina, o que significa, rivalidade, muita rivalidade, não importa o esporte. Mas principalmente no futebol, onde o clássico completa 101 anos.

Para temperar mais o jogo, tem Maradona, o deus dos hermanos, como técnico e os brasileiros, na crista da onda, provocando mais que o habitual, atitude historicamente associada aos porteños.

brasil x argentina

A rivalidade é tanta que passa para outros esportes, como o kung-fu

Até 1950, a vantagem era da Argentina: são 17 vitórias da Argentina, 9 do Brasil e 4 empates. A coisa se equilibrou nas décadas seguintes e hoje o Brasil tem ligeira vantagem. Sempre foi um jogo duro, brigado, suado. Hoje promete não ser diferente. O Brasil tem o talento de Kaká e Robinho. A Argentina tem Messi e Verón.

Maradona sabe que pode perder fácil, que sua seleção é mais frágil e, portanto, deve apostar na força da defesa para tentar parar Kaká – o cérebro do time. Se conseguir isso, o Brasil ficará mais dependente de Robinho, o que já se mostrou um tiro no escuro. Robinho pode decidir de vez em quando, mas só de vez em quando. Acontece que a seleção brasileira hoje está mais encaixada que a rival. Maradona ainda não conseguiu dar padrão de jogo à equipe. Se Kaká e Robinho não estiverem bem, o Brasil ainda pode se ajeitar em campo e vencer a partida; a Argentina precisa desesperadamente de Messi. Aí pode estar a diferença. Continue lendo »